Gorduras trans: banidas dos Estados Unidos até 2018

Gorduras trans: banidas dos Estados Unidos até 2018

Indústria de alimentos tem dois anos para se adequar. Substâncias são nocivas à saúde

Palestra de Ana 07 04 2016

Homenagem a Ana Lúcia Aylmer, nutricionista que há 30 anos se dedica à saúde pública, com sabedoria e inteligência. A maior defensora da nutrição saudável sem gorduras trans que conheço.

A indústria de alimentos norte-americana tem até 2018 para retirar a gordura trans dos alimentos industrializados, como margarinas, biscoitos, sorvetes etc.

gordura-trans-1

A decisão foi anunciada em junho de 2015 pela FDA (agência que regula alimentos e medicamentos nos EUA), que não considera a substância segura para o consumo humano.

MAIOR RISCO DE INFARTO, DIABETES E ESTEATOSE HEPÁTICA​cirrosishepatica

De acordo com o cardiologista do Einstein Dr. Antonio Gabriele Laurinavicius, os efeitos nocivos à saúde provocados pela gordura trans são bem conhecidos: aumentam os níveis de colesterol ruim (LDL) e diminuem o colesterol bom (HDL).

figado-com-gordura

Além de aumentar os níveis de substâncias inflamatórias no sangue e promover o aparecimento de diabetes e de esteatose hepática (depósito de gordura no fígado).

doena-heptica-alcolica-20-638

“Por isso tudo, as gorduras trans aumentam o risco de infarto agudo do miocárdio, de acidente vascular cerebral (AVC) e representam um verdadeiro problema de saúde pública”, afirma o médico do Einstein.

abd744535a8deb1864f8e3478d61b953-640_427

FDA x gorduras trans: polêmica antiga

Desde 2006 o FDA toma medidas para frear o consumo da substância. À época, o órgão obrigou que os fabricantes divulgassem na embalagem a quantidade de gorduras trans presentes nos produtos.

“A partir desse momento muitas empresas diminuíram espontaneamente a quantidade dessas gorduras, enquanto outras começaram a buscar gorduras alternativas”, explica o dr. Laurinavicius.

infarto-agudo-do-miocrdio-6-728

Anos depois, em 2013, o FDA entrou novamente em ação e, por meio de uma “determinação preliminar”, passou a categorizar formalmente as gorduras trans como “não seguras”.

“O passo decisivo foi a determinação conclusiva, divulgada recentemente, banindo definitivamente o uso dessas gorduras. ”

Gordura trans no mundosignificado-da-gordura-trans-5

Seis países europeus já trabalham para banir as gorduras trans: Dinamarca, Áustria, Hungria, Islândia, Noruega e Suíça.

Na Dinamarca, o primeiro país a estabelecer restrições contra a substância, em 2003, há o limite de 2% de gorduras trans do total de gorduras dos alimentos industrializados.

E no Brasil?Fotolia_33407476_Subscription_XXL

No País, a gordura trans ainda não é proibida. Porém acordos firmados pelo Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação têm reduzido os teores de sódio e de gorduras trans na comida industrializada.

med_trans_07Uma meta estabelecida em 2007 limitou a gordura trans a 5% do total de gorduras em alimentos industrializados e a 2% do total de gorduras em óleos e margarinas.

1195238195F

 

Origem das gorduras trans

Em 1950 as gorduras trans começaram a ser usadas para substituir a gordura saturada de origem animal na produção de alimentos industrializados.

Já que os óleos vegetais em seu estado natural não conseguem reproduzir a textura característica das gorduras saturadas, recorreu-se à hidrogenação industrial desses óleos, que, em função desse processamento, adquirem consistência sólida e passam a ser denominados “óleos parcialmente hidrogenados” (OPH), sendo comumente conhecidos como gorduras trans.

“De fato, as gorduras trans conferem textura e palatabilidade aos alimentos, além de prolongar sua durabilidade. Estas qualidades fizeram com que se tornassem muito atrativas para a indústria de alimentos processados.003-071

As gorduras trans são extremamente escassas na natureza e por isso nosso organismo não está preparado para sua assimilação. Em função disso, esse tipo de gordura provoca em nosso organismo alterações metabólicas e efeitos cardiovasculares marcadamente negativos ”

ALIMENTO CREMOSO E CROCANTE: ATENÇÃO

Gordura-no-fígado-esteatose1

“É fácil reconhecer quando um alimento é rico em gorduras trans: geralmente são os mais crocantes (biscoitos, batatas fritas) ou os mais cremosos (sorvetes, maionese, cremes industrializados)”, afirma o cardiologista do Einstein. “Os mais gostosos, diriam alguns.” Ao que tudo indica, esse “prazer” está com os dias contados. Resta saber se as novas opções adotadas pela indústria de alimentos serão de fato mais saudáveis. ​​​​

http://www.einstein.br/noticias/noticia/estados-unidos-irao-banir-gorduras-trans-ate-2018gordura-trans (1)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deveria obrigar todos os fabricantes de alimentos industrializados a indicar no rótulo do produto a quantidade de gordura trans presente.

A legislação, criada em 2006, possui uma brecha que permite que a quantidade de gordura trans seja omitida se for inferior a 0,2 gramas por porção.gorduras-que-fazem-bem-a-saude-1

Com a informação camuflada, os consumidores não conseguem controlar a quantidade de gordura ingerida e o total diário pode passar do recomendado pela Anvisa, que é de 2 gramas por pessoa.

A gordura trans é usada pela indústria alimentícia para aumentar o sabor e o tempo de conservação dos produtos. Ela é prejudicial à saúde por elevar os níveis de colesterol ruim, a Lipoproteína de Baixa Densidade (em inglês LDL) e diminuir o colesterol bom, a Lipoproteína de Alta Densidade (em inglês HDL). Essas alterações nas taxas aumentam o risco de doenças como infarto e acidente vascular cerebral.

RÓTULOS DUVIDOSOSCaptura-de-Tela-2013-07-20-às-20.24.01

O consumidor precisa estar atento mesmo com o rótulo indicando zero de gordura trans no alimento. Uma pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) mostrou que outros 23 ingredientes podem conter a gordura. Metade dos rótulos analisados na pesquisa citava gordura na lista dos ingredientes, mas só 18% informava que a quantidade era maior que zero por porção.gordura_trans3

De acordo com a Anvisa, as regras sobre gordura trans nos rótulos estão sendo revisadas, mas não há prazo para que as mudanças sejam feitas. A proposta é que seja reduzido o valor não significativo que hoje é de 0,2 gramas por porção.

Confira a lista de alguns ingredientes que possuem gordura trans:
– Gordura
– Gordura vegetal
– Gordura de vegetal de girassol
– Gordura vegetal de soja
– Gordura de soja parcialmente hidrogenada
– Gordura hidrogenada
– Gordura hidrogenada de soja
– Gordura parcialmente hidrogenada
– Gordura parcialmente hidrogenada e/ou interesterificada
– Gordura vegetal hidrogenada
– Gordura vegetal parcialmente hidrogenada
– Hidrogenada
– Margarina vegetal hidrogenada
– Óleo de milho hidrogenado
– Óleo vegetal de algodão
– Soja e palma hidrogenado
– Óleo vegetal hidrogenado
– Óleo vegetal líquido e hidrogenado
– Óleo vegetal parcialmente hidrogenado
– Creme vegetal
– Composto lácteo com gordura vegetal
– Margarina
– Margarina vegetal
– Mistura láctea para bebidas

http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2012/07/anvisa-alerta-para-gordura-trans-camuflada-em-rotulos-de-alimentos.html

http://www.proteste.org.br/alimentacao/nc/noticia/as-23-identidades-da-gordura-trans-n828935

Saiba mais:

GORDURAS SATURADAS, MONO E POLINSATURADAS, GORDURA TRANS.

gordura-trans

Nutrientes de nomes estranhos, mas conhecidos e que merecem atenção desde a infância, devido aos riscos para a saúde quando consumidos de forma equivocada.

Você sabe para que elas servem?

Os lipídios (gorduras) são compostos com estrutura molecular variada, apresentando diversas funções orgânicas: reserva energética (fonte de energia), isolante térmico (mamíferos), além de colaborar na composição da membrana plasmática das células (os fosfolipídios).gs4

São nutrientes essenciais para o organismo. Fornecem energia para o organismo e são fundamentais para a absorção das vitaminas A, D, E e K; fazem parte da estrutura das células, protegem os órgãos e participam da formação de importantes hormônios.12

 

Gorduras: todas são importantes?

As gorduras saturadas estão presentes principalmente em alimentos de origem animal, como carnes de porco, boi, cordeiro, bacon, banha de porco, frango com pele, leite integral e seus derivados como manteiga, queijos e requeijão.

Há também alimentos de origem vegetal ricos em gordura saturada: o coco, o óleo de palma ou dendê.

DOENÇAS CARDIOVASCULARESFat stomach surrounded with measuring tape with burger

Se consumida em excesso desde a infância, a gordura saturada irá colaborar para o aumento do mau colesterol (LDL colesterol) aumentando os riscos de doenças cardiovasculares (infartos etc.).

Já as gorduras “trans” podem ser encontradas em alimentos como: margarinas, cremes vegetais, tortas congeladas, salgadinhos de pacote e qualquer alimento que utilize em sua preparação gorduras vegetais hidrogenadas.infartos1c_pia

Além de aumentarem o mau colesterol também reduzem o bom (HDL colesterol), tornando-se ainda mais prejudiciais para o coração.

Qualquer quantidade consumida da gordura trans não é bem-vinda para o organismo em qualquer fase da vida.alimentos-com-aditivos-artificiais

GORDURAS INSATURADAS

As gorduras que podem ajudar a reduzir o mau colesterol são as chamadas gorduras insaturadas.

Há dois tipos principais: monoinsaturadas e poli-insaturadas.

As monoinsaturadas estão presentes no azeite de oliva, no óleo de canola, no abacate e em algumas sementes e oleaginosas como o gergelim, o amendoim e as nozes.med_trans_05a

As poli-insaturadas são encontradas nos óleos de soja, milho, girassol, na linhaça e nos peixes.

A linhaça e os peixes de água salgada e profunda, como o salmão selvagem (não de cativeiro), atum, arenque, cavala e sardinha são ricos em ômega 3, um tipo de gordura poli-insaturada essencial para a o desenvolvimento do sistema nervoso central e formação da retina do bebê durante a gestação e com potente ação no controle dos triglicérides sanguíneos e prevenção de diabetes.gorduras-saturadas-trans

Quantidades recomendadas pela Sociedade Brasileira de Pediatria

Grupo alimentar 6 a 11 meses 1 a 3 anos Pré-escolar e escolar Adolescentes e Adultos
Óleos e gorduras 2 porções 2 porções 1 porção 1 a 2 porções

 

1 porção = 1 colher das de sobremesa de azeite de oliva (4g) ou óleo de soja, ou canola ou milho ou girassol

1 porção = 1 colher das de sobremesa de manteiga ou margarina (5g)

E por que se preocupar com o tipo de gordura consumida desde a infância?piores-alimentos-do-mundo

Os primeiros 1.000 dias de vida (da concepção aos 2 anos de idade) correspondem ao período conhecido como “janela de oportunidades”.

O cuidado com os nutrientes ingeridos e o crescimento/desenvolvimento adequados asseguram um futuro mais saudável.

Consumir boas gorduras, estar atento à quantidade de gordura saturada de qualquer alimento e restringir alimentos com gorduras trans na infância são medidas que podem ajudar a manter sobre gordura-trans-graficocontrole os níveis do colesterol e triglicérides, além de prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares no futuro.

O estímulo ao consumo de alimentos que contenham quantidades adequadas de gorduras nos primeiros anos de vida forma bons hábitos alimentares e favorece um futuro muito mais saudável.

Ainda sobre os lipídeos (biologia)

São substâncias cuja característica principal é a insolubilidade em solventes polares e a solubilidade em solventes orgânicos (apolares), apresentando natureza hidrofóbica, ou seja, aversão à molécula de água.

Essa característica é de fundamental importância, mesmo o organismo possuindo considerável concentração hídrica. Isso porque a insolubilidade permite uma interface mantida entre o meio intra e extracelular.revista-saude-gordura-trans

Os lipídios podem ser classificados em óleos (substâncias insaturadas) e gorduras (substâncias saturadas), encontrados nos alimentos, tanto de origem vegetal quanto animal, por exemplo: nas frutas (abacate e coco), na soja, na carne, no leite e seus derivados e também na gema de ovo.

Em geral, todos os seres vivos são capazes de sintetizar lipídios, no entanto algumas classes só podem ser sintetizadas por vegetais, como é o caso das vitaminas lipossolúveis e dos ácidos graxos essenciais.

A formação molecular mais comum dos lipídeos, constituindo os alimentos, é estabelecida através do arranjo pela união de um glicerol (álcool) ligado a três cadeias carbônicas longas de ácido graxo.post

AINDA SOBRE GORDURAS (LIPÍDIOS MAIS CONHECIDOS)

Dentre os lipídeos, recebem destaque os fosfolipídios, os glicerídeos, os esteroides e os cerídeos.

Cerídeos → classificados como lipídios simples, são encontrados na cera produzida pelas abelhas (construção da colmeia), na superfície das folhas (cera de carnaúba) e dos frutos (a manga). Exerce função de impermeabilização e proteção.

Fosfolipídios → moléculas anfipáticas, isto é, possui uma região polar (cabeça hidrofílica), tendo afinidade por água, e outra região apolar (calda hidrofóbica), que repele a água.donut

Glicerídeos → podem ser sólidos (gorduras) ou líquidos (óleos) à temperatura ambiente.

Esteroides → formados por longas cadeias carbônicas dispostas em quatro anéis ligados entre si. São amplamente distribuídos nos organismos vivos constituindo os hormônios sexuais, a vitamina D e os esteróis (colesterol).

Fonte: http://www.brasilescola.com/biologia/lipidios.htm

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Manhan LK, Escott-Stump S. Krause: alimentos, nutrição e dietoterapia. 9º ed. São Paulo: Roca, 1998.

Victora CG, Adair L, Fall C, et al: Maternal and child undernutrition: consequences for adult health and human capital. Lancet ;371:340-357, 2008.

Adair LS Long-Term Consequences of Nutrition and Growth in Early Childhood and Possible Preventive Interventions. Nestlé Nutrition Institute Workshop Series, Vol. 78, 2014.

Niinikoski H, Lagström H, Jokinen E, Siltala M, Rönnemaa T, Viikari J, Raitakari OT, Jula A, Marniemi J, Näntö-Salonen K, Simell O. Impact of repeated dietary counseling between infancy and 14 years of age on dietary intakes and serum lipids and lipoproteins: the STRIP study. Circulation; 116(9): 1032-1040, 2007.